Nobre Casa de Cidadania

Processo de atribuição de Homenagens

No processo de atribuição de Homenagens da Nobre Casa de Cidadania a participação dos cidadãos é fundamental, cabendo-lhes a tarefa indispensável de identificar Atos Nobres e propô-los à Nobre Casa de Cidadania.

 

1. Numa primeira fase cabe aos cidadãos identificar e propor para homenagem os autores dos atos que considerem merecedores de distinção. Estas propostas deverão ser justificadas e cumprir com as normas dos Estatutos da Nobre Casa de Cidadania.

Leia os Estatutos e proponha um Ato Nobre.

 

2. Numa segunda fase, o Conselho Institucional avalia a elegibilidade dos atos propostos, tomando a decisão quanto a quais, dos atos propostos, podem ser considerados Atos Nobres (de acordo com a definição de Ato Nobre da Nobre Casa de Cidadania) e, assim sendo, são merecedores do Louvor.

 

a) Seguidamente, o Conselho Institucional faz uma seleção dos Atos Nobres, anteriormente distinguidos com Louvor, que mais se destacam propondo-os a Título de Cidadão Nobre.

 

b) Selecionados os Louvores elegíveis para o título de Cidadão Nobre, estes são propostos pelo Conselho Institucional à Comissão de Honra, que seleciona os cidadãos homenageados a quem atribuir o título Cidadão Nobre.