Nobre Casa de Cidadania

Orgânica

As ações da Nobre Casa de Cidadania funcionarão de acordo com uma orgânica assente nas seguintes figuras:

 

a) Cidadãos

Os cidadãos formam o pilar fundamental, a essência da Nobre Casa de Cidadania. As nossas ações só são concretizáveis se existir uma participação ativa da parte de cada cidadão a quem atribuímos o papel fundamental na nossa organização – o de identificar e propor para agraciação os atos nobres que presenciou ou de que tem conhecimento e que sejam da autoria de cidadãos comuns.

 

b) Conselho Institucional

O Conselho Institucional é formado por representantes das Instituições parceiras da Nobre Casa de Cidadania. Este tem a função de avaliar a elegibilidade dos atos propostos pelos cidadãos para atribuição de Louvores.

 

c) Comissão de Honra

A Comissão de Honra é formada por um conjunto de personalidades que irão tomar a decisão no que diz respeito a que Atos Nobres agraciar. A sua função é a de tomada de decisão relativamente à entrega do título de Cidadão Nobre.

 

Nascendo pela vontade e ação de uma empresa-cidadã, a Nobre Casa de Cidadania é uma realidade pela mão da empresa Nobre que lhe dá o fôlego ao atuar como sua mentora, organizadora, mobilizadora e também garante do seu funcionamento. Por isso, cabe à Nobre na pessoa do seu Diretor Geral, Rui Silva, a figura de Mentor.