Carlos Pereira

Carlos Pereira

Louvor

Uma vida salva aos três anos de idade

No dia 24 de julho de 2010, Carlos Pereira encontrava-se a fazer uma visita à Quinta do Areeiro, na Ilha de São Jorge, nos Açores, no âmbito da preparação de um evento regional do Corpo Nacional de Escutas. Com ele seguiam outros dirigentes da organização e uma criança de três anos.

Enquanto brincava, a criança não se apercebeu da existência de uma lago abandonado, coberto de folhas, limos e algas verdes e acabou por cair lá dentro. Apercebendo-se da situação, o cidadão Carlos Pereira atirou-se de imediato ao lago para salvar a criança que já se encontrava submersa. Fê-lo sem pensar na sua própria integridade física e nos pertences que levou consigo e que acabaram por se perder. Um ato que demonstra coragem e abnegação.

Em representação dos valores de altruísmo, desprendimento e caráter, a Nobre Casa de Cidadania teve a honra de homenagear Carlos Pereira pela autoria deste Ato Nobre.

comentários